31 May 2012
Resenha: Preso no Amanhecer – A Perseguição – Wender Monteiro
Thursday May 31, 2012 às 02:09 | Por Patricia | Arquivado em: Resenha | 653 palavras | 567 Visitas | Tags: , | 13 comentários

Olá leitores! Hoje posto a resenha do livro “Preso no Amanhecer – A Perseguição” – Wender Monteiro, publicado pela Editora Schoba, parceira do blog.

 

Nome: Preso no Amanhecer – A Perseguição
Autor: Wender Monteiro
Editora: Schoba
Páginas: 187
Ano de Lançamento: 2012
Rating: ★★★½☆

Depois de despertar de um pesadelo, Eddie sente-se estranho de certa forma. Vive com lembranças desconhecidas. Acometido por essas lembranças misteriosas de um mundo desconhecido e que fizeram de um pesadelo a sua realidade e, que ameaça, inclusive, sua família. Ele busca uma saída, e nessa busca foi transportado ao mundo místico de Osiros, onde tomou real conhecimento daquele mundo belo, mas também, sombrio e assustador, onde o amanhecer pode durar toda uma vida.

Os problemas não estão apenas começando, em Osiros, a aurora nunca raiou após o domínio de Áurea, uma poderosa feiticeira possuída por espíritos malignos. E nas florestas encantadas forças do mal se espalham. Algo terrível começa a acontecer, e até mesmo o Paraíso das Águas, o lugar mais seguro de Osiros, parece estar vulnerável a destruição.

 

O que primeiro me chamou atenção neste livro foi a capa, super linda e com um toque de mistério, muito convidativa! Depois, é claro, a sinopse – adoro livros de romance fantástico e esse prometia ser excelente! E, durante a leitura, achei linda aquela divisória, dentro de um mesmo capítulo sabem? Linda e delicada!

O livro tem um enredo muito bom, característico de literatura fantástica, com muitas criaturas e magia rondando a vida de todos. Trata-se de uma batalha contra a feiticeira má, de nome Áurea, que há muito privou o mundo de Osiros de ver a luz do sol, fazendo-o ficar “Preso no Amanhecer”.

Entre os personagens com maior destaque temos Eddie, um rapaz cujos pensamentos não pertencem a ele; Elyse, ser misterioso por quem Eddie nutre sentimentos amorosos; Selena e Ayres, que possuem afinidade e domínio da água (no livro você verá o porquê ;) ), Sâmora, uma metamorfa; e Lee e Verona, seres mágicos do mundo de Osiros, que possuem o domínio do fogo e capacidade de mover objetos por telecinésia. Também não posso deixar de citar Oni e a suçuarana Arian, que muito ajudaram em todo o percurso de Eddie.

Porém, o que prometia ser uma grande aventura repleta de magia mostrou-se como uma história um pouquinho confusa, pois, com tamanha gama de cenários e personagens, muitas cenas poderiam ser mais desenvolvidas no aspecto descritivo, bem como algumas explicações que poderiam ser dadas ao longo do caminho.

Na batalha final eu esperava mais ação e combate. Porém, ao ler o epílogo do próximo volume (“O Pesadelo”), me surpreendi e gostei muito do rumo que terá a trama, e aceitei a já citada falta de ação ;)

No início do livro o achei parecido com “Crepúsculo” em um diálogo onde Eddie pergunta a Selena se ela estava com medo dele (sabe aquele diálogo entre Edward e Bella na floresta quando ela revela a ele que sabe que ele é um vampiro? Então.) e com “Eragon”, só que, ao invés do ovo de Saphira desaparecer, é uma criança quem desaparece em meio a uma batalha na clareira.

Já no epílogo do próximo livro há uma grande referência à Harry Potter (e vocês terão que ler para descobrir, afinal, um pouco de mistério é sempre bom ;) )

Por fim, dou nota 3.7 ao livro – proposta muito boa, porém, por vezes, confuso.



23 May 2012
Caixinha de Correio #3: Editora Martin Claret
Wednesday May 23, 2012 às 02:23 | Por Patricia | Arquivado em: Novidades, Parcerias | 228 palavras | 398 Visitas | Tags: , | 22 comentários

Olá leitores, como estão?

Gente, que ótimo chegar em casa e ver um livro de parceria me esperando!! Recebi ontem o livro “Carta de Pero Vaz de Caminha – A El-Rei D. Manuel sobre o achamento do Brasil” da Editora Martin Claret. É um clássico da literatura, pois, trata-se do primeiro documento escrito no Brasil, na época de seu achamento (na época do Quinhentismo) – sim, eu prefiro o termo “achamento” a “descobrimento”, afinal, o Brasil já era habitado, não?

Também houve, na semana passada, uma Bienal em minha cidade, chamada Bienal Rubem Braga! Embora eu tenha muitos livros para ler, não resisti à uma comprinha *-*

 

Comprei:

- Cidade dos Ossos – Cassandra Clare
- Uma Proposta Irrecusável – Jill Mansell
- A garota do Outro Lado da Rua – Lycia Barros

E, em outro dia, acabei comprando também (já em uma livraria fora da Bienal) o livro “Para Sempre – Alyson Noël” – o qual, depois do livro de parceria, será minha próxima leitura!

No máximo até semana que vem a resenha estará aqui :) (e já tenho três resenhas em espera para serem postadas ;) )
Então, até mais pessoal! :)



19 May 2012
Resenha: O Guardião e a Profecia – Livro 2 – Jane William
Saturday May 19, 2012 às 02:12 | Por Patricia | Arquivado em: Parcerias, Resenha | 435 palavras | 586 Visitas | Tags: , | 18 comentários

Olá leitores, como estão? Hoje postarei uma resenha de parceria aqui do Toda Leitura: O Guardião e a Profecia – Livro 2 (Jane William)

 

Nome: O Guardião e a Profecia – Livo 2
Autor: Jane William
Editora: Ainda Não Publicado
Páginas: 223
Ano de Lançamento: 2010
Rating: ★★★★☆
Compre aqui

“E agora eu me perguntava: Que caminho escolheria, se a minha única razão de viver não pertencia a esse mundo? Dentro de mim eu já havia encontrado a resposta.”

Nesta nova narrativa de Jane William, Bel está ainda mais apaixonada e decidida a fazer qualquer sacrifício para ficar com Aaron, o Atlantes – até mesmo abdicar de toda sua vida e família.

O livro apresenta grande evolução na narrativa da história, bem como na escrita, se comparada ao primeiro volume da trilogia. Em minha opinião, a magia do enredo amenizou alguns erros encontrados pelo caminho.

“O Guardião e a Profecia” é muito mais intenso do que o primeiro livro (“O Guardião e a Mortal” – resenha aqui), regado à aventura, perigo e paixão. Neste livro nos é revelada uma antiga Profecia, na qual Bel e sua linhagem são os protagonistas. Senso de humor e ironia também estão presentes, dando ar descontraído à trama.

Porém, acho muito difícil assimilar ou, ao menos, me imaginar na situação limite que Bel passava. Não me imagino abrindo mão do tesouro do qual ela estava abrindo, mesmo essa sendo a única maneira de sobreviver.

Embora tenha notado semelhanças no enredo com a saga “Crepúsculo” (pelo amor entre uma mortal e um imortal e a mortal sendo capaz de abrir mão de si mesma para viver seu grande amor) e com “O Código da Vinci” (com história entrelaçada fortemente com os Templários e Grãos Mestres), a saga O Guardião possui características próprias, conferindo-lhe sua identidade.

Li avidamente cada página, ansiosa pelos acontecimentos que se seguiriam. Estou gostando muito da série, pois, há cada vez mais referências aos Cavaleiros Templários, Grãos Mestres e Capela de Rosslyn, assuntos que me interessam desde “O Código da Vinci” – como eu disse na resenha do volume anterior.

Por fim, atribuo ao livro nota 4,2 :)

Até a próxima ;D



18 May 2012
Lançamentos da Editora Martin Claret – Maio
Friday May 18, 2012 às 02:28 | Por Patricia | Arquivado em: Lançamentos | 1676 palavras | 93 Visitas | Tags: | 2 comentários

Olá leitores, como estão? Hoje postarei os livros da Editora Martin Claret, parceira do Toda Leitura, lançados neste mês de maio! Como sempre, livros ótimos e com capas super lindas *-* E mais! Todas as obras já estão de acordo com o Novo Acordo Ortográfico!!
Não deixem de conferir!

 

Nome: O Guarani – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: José de Alencar
Páginas: 379
Preço: R$ 14,90

O guarani –romance mais famoso de José de Alencar –foi uma das primeiras obras criadas com o objetivo de fundar uma literatura brasileira autônoma de Portugal.
Em meio à história de amor entre o índio Peri e a moça branca Ceci, José de Alencar cria uma narrativa épica, cheia de amor, aventura, traição, lutas e vingança, prendendo a atenção do leitor a cada nova página.
O romance proclama a brasilidade, focando importantes aspectos da realidade brasileira do século XVII: o índio e o branco; a cidade e o campo; o sertão e o litoral.

Nome: A Doutrina de Buda – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: Bukkyo Dendo Kyokai
Páginas: 317
Preço: R$ 14,90

O substantivo “buda” significa “iluminado” e é derivado do nome de uma árvore (bodhi). Como nome próprio refere-se ao príncipe SiddhartaGautama, fundador de uma das grandes religiões do mundo, e, para os budistas, modelo de perfeita virtude.
A referência à árvore remete à história de que depois de anos de experiências ao noroeste da Índia, sentado embaixo de uma árvore, Buda alcançou finalmente o nirvana, isto é, o estado que permite contemplar o ciclo da reencarnação universal.
Esta obra foi idealizada pela Fundação para a propagação do Budismoe possui distribuição mundial. Um verdadeiro alimento para o espírito, a tradução brasileira foi possível graças aos esforços do sr.YehanNumata.

Nome: A Escrava Isaura – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: Bernardo Guimarães
Páginas: 193
Preço: R$ 14,90

A campanha abolicionista de 1875 foi o pano de fundo perfeito para a publicação de A escrava Isaura. A obra narra as muitas desventuras de uma escrava branca, bela e de caráter nobre, que vive sob o jugo de um luxurioso e cruel senhor.
O romance –folhetim anti-escravagista e libertário, com fortes traços de idealização romântica –foi um grande sucesso editorial, conquistando a imaginação popular ante as situações intoleráveis do cativeiro e transformando Bernardo Guimarães em um dos mais populares romancistas de sua época no Brasil.
Além de retratar a realidade brasileira, A escrava Isauraajudou a construir a identidade nacional do país recém-independente, mantendo-se como um clássico de leitura imperdível.

Nome: Histórias Extraordinárias – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: Edgar Allan Poe
Páginas: 118
Preço: R$ 14,90

“Poe é uma influência determinante em toda a nossa modernidade, o criador das histórias de detetive e das tramas de ficção científica, presente nas atualíssimas tendências fantásticas, góticas e underground. Mas ele é, acima de tudo, um esteta de talento que abriu caminhos para todas as correntes literárias de linha subjetivista e barroca que vieram depois dele. Trata-se de um escritor-crítico que tem pleno domínio da arte retórica e da arte poética, um artífice que controla, com mão de ferro e cordas de alaúde, os efeitos que exerce em seu leitor. Um arquiteto do estilo que sabe estruturar um conto como poucos (…).”
Eliane Fittipaldi
Traduzido por Eliane Fittipaldi e KatiaM. Orberg, Histórias extraordinárias reúne alguns dos mais conhecidos e importantes contos de Edgar Allan Poe: O gato preto, O enterro prematuro, A queda da casa de Usher, William Wilsone O poço e o pêndulo.

Nome: Lira dos Vinte Anos – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: Álvares de Azevedo
Páginas: 230
Preço: R$ 14,90

Como todo romântico influenciado fortemente por LordByron, a poesia de Azevedo contém traços marcantes de desejo, decepções, morbidez, tédio, melancolia e vício.
Mesmo muito jovem, Álvares de Azevedo se cansou da vida e dos dramas que todo adolescente enfrenta, usando esse descontentamento e a angústia da alma como combustível para suas criações.
A Lira dos vinte anos é uma de suas obras mais célebres e inclui alguns de seus poemas mais famosos: “Idéias íntimas”,“Spleene charutos”,“Lembranças de morrer”,“É Ela! É Ela! É Ela! É Ela” e “Se eu morresse amanhã”.

Nome: Bhagavad Gita – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: Krishna
Páginas: 194
Preço: R$ 14,90

O Bhagavad Gita (A sublime canção), poema místico-filosófico, é o episódio mais célebre do Mahabharatae o texto mais venerado pelos hindus.
Um manual de assertividade, ele nos aponta que a humanidade encontra-se perdida entre dois caminhos: o da passividade, em que o homem, consciente das leis do karma, opta por não agir; e o da agressividade, de acordo com o qual o homem age movido pelo ego, pelos próprios interesses. O BhagavadGitaentão aponta um novo caminho, o caminho do sábio: o reto-agir, o agir de acordo com a essência suprema do ser, agir segundo os mais nobres valores.
Traduzido e comentado pelo filósofo e educador HubertoHoden, este livro é um verdadeiro compêndio das ideias do hinduísmo.

Nome: O Primo Basílio – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor – Série Ouro
Autor: Eça de Queirós
Páginas: 457
Preço: R$ 22,90

Na segunda metade do século XIX, os ideais liberais consolidavam-se sobre os defensores da monarquia em Portugal, e o país vivia relativo progresso. Todavia, velhos costumes permaneciam entranhados na sociedade portuguesa, ocultos sob o véu tênue da moralidade. Em meio a esse conflito entre progresso e atraso, surge a chamada geração de 1870.
Dessa geração, provêm alguns dos maiores nomes do pensamento português, dentre os quais Antero de Quental, mentor intelectual do grupo, e Eça de Queirós, o mais importe prosador realista em Portugal.
Em O primo Basílio, Eça nos apresenta uma típica família burguesa de Lisboa, por meio da qual exporá a fragilidade de algumas das instituições mais caras aos portugueses –o casamento.

Nome: O Último Adeus de Sherlock Holmes – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Páginas: 457
Preço: R$ 14,90

Mais famoso do que seu próprio criador, o detetive retorna em mais uma série de contos em O último adeus de Sherlock Holmes. Vendido em forma de livro em 1917, os contos foram originalmente publicados na revista StrandMagazine, entre os anos de 1893, 1908 e 1917. Sherlock havia se aposentado no volume anterior, mas os fãs do detetive não deixaram ConanDoyleem paz e, com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, o detetive volta à ativa como um agente secreto.
Aqui, você pode ler e se deliciar com os novos casos emocionantes narrados por Watson: “Vila Glicínia”, “O círculo vermelho”, “Os planos do Bruce-Partington”, “O detetive moribundo”, “O desaparecimento de Lady Frances Carfax”, “O pé do diabo” e “Seu último adeus”.

Nome: Contos Fluminenses – Coleção A Obra-Prima de Cada Autor – Série Ouro
Autor: Machado de Assis
Páginas: 214
Preço: R$ 14,90

Machado de Assis é o maior nome do conto brasileiro em seus moldes clássicos. Contos fluminensesé composto de sete histórias, e representa a estreiado escritor como contista.
As narrativas revelam algumas das marcas registradas do autor, com personagens complexos e passagens recheadas de ironias e críticas à sociedade fluminense.
Organizada por Machado em 1870, a obra contém os contos “Miss Dolar”, “Luís Soares”, “A mulher de preto”, “O segredo de Augusta”, “Confissões de uma viúva moça”, “Linha reta e linha curva” e “Frei Simão”.

Por hoje é isto pessoal!!
Amanhã tem resenha novinha :D
É isso. Até a próxima ;D